Siga este blog também

A moda gospel Jesus Doril

Eu estava no shopping de minha cidade e duas senhoras de boa aparência, ostentando um nível cultural acima da média e com conhecimentos básicos sobre religião estavam assentadas do meu lado na praça de alimentação. Uma dizia para a outra que havia acordado com muitas dores na coluna e que assim que resolvesse os problemas ali, ela iria a uma igreja evangélica na cidade onde há uma “CORRENTE PODEROSA” em andamento e onde tem um Pastor amigo dela que ele iria orar e ela seria curada. Não tive como não rir e lembrar do famoso analgésico “DORIL”, aquele que diz a propaganda: “TOMOU DORIL, A DOR SUMIU”.

Eu achei aquilo tão hilário, sem coerência, tão sem lógica que eu me recusei a acreditar, mas como o meio evangélico está contaminado com tanta porcaria, esta seria apenas mais uma. É óbvio, e qualquer pessoa inteligente sabe disto, que não é o “PASTOR FULANO” que cura, muito menos a tal “CORRENTE”, é “DEUS”. Aliás, estes fulanos curam sim, os problemas nas suas contas bancárias…

Hoje, nas emissoras de televisão e rádio, vemos e ouvimos de tudo a respeito de Jesus, menos QUE ELE É O SENHOR E SALVADOR e que aqueles que o seguem devem viver em Espírito e em verdade. O “VALE TUDO” está escancarado! O objetivo principal não é “QUEM CRER SERÁ SALVO”, mas quem crer ficará rico, terá fazendas, carros importados, fortunas acumuladas nos bancos, holofotes colocados em seus rostos como “HOMENS E MULHERES DE SUCESSO”.

O Evangelho “DORIL” – TOMOU, A DOR SUMIU – deve ser banido dos meios cristãos. Para isso, é necessário que o cristão conheça as Escrituras e seja instruído de forma correta, evitando a possibilidade de engano. Estamos sendo bombardeados por esta doutrina “ALÍVIO IMEDIATO”, em que o compromisso com Deus, a transformação do caráter, o novo homem, o caráter de Cristo, entre outros preceitos, são deixados de lado.
O Senhor não prometeu o fim dos problemas, das doenças, nem tampouco riquezas terrenas para aqueles que o recebessem. Ele prometeu o perdão dos pecados, o presente da salvação e, por Sua misericórdia, sermos chamados de filhos.

Cada Vez Mais Distante do Trono!

Tenho acompanhado através de sites e blogs cristãos na internet a crescente preocupação com o volume absurdo de invencionices, modismos e heresias que afloram nas igrejas ditas evangélicas. Seria hilário – se não fosse trágico – a capacidade de criação de tamanhos absurdos.

E o pior: existe uma legião de crentes idólatras que defendem com unhas e dentes os criadores de tamanhas bizarrices, muitos por ignorância, outros por vontade.

A cada dia, percebe-se que a igreja evangélica institucional se afasta do Evangelho e é levada “em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente” (Efésios 4.14). O rebanho, magro e desnutrido biblicamente, é facilmente ludibriado por tais líderes.

Assista o vídeo e confira a infantilidade da Ana Paula Valadão, fundadora do grupo gospel Diante do Trono:


Charlatões da Fé

Uns dias atras assisti um vídeo do “pastor” Silas Malafaia que me deixou estarrecido. O sujeito estava fazendo uma espécie de campanha da casa própria. Para tal fim, os inquilinos deveriam depositar num envelope “especial”, o valor correspondente ao aluguel mensal, obtendo assim a benção divina da casa registrada em seu próprio nome. E não é só. Quem já adquiriu uma casa mas continua a pagar as mensalidades do empréstimo, também foi convocado a depositar as cédulas de real no dito “envelope especial” da igreja, afim de completar com sucesso os seus anos de pagamentos.

Não li nada sobre os resultados da campanha mas tenho absoluta certeza que Malafaia deve ter lucrado muitos milhões de reais. É fácil prever isto, basta observar a forma como os evangélicos foram educados pelas igrejas no decorrer dos anos, tratados como mercadoria, tendo as suas consciências raptadas por um ensino diabólico o qual cria uma legião de clones sem personalidade, infantis e covardes, sempre sujeitos àqueles que habitam os púlpitos.

Tudo é muito fácil. Você quer uma casa própria? Basta encher o envelope com dinheiro e entregá-lo ao pastor. Quem o faz acredita piamente que Deus, ao ver as verdinhas, de alguma maneira faça a conta corrente do depositário aumentar de forma a ter condições de adquirir sua própria casa. É a ilusão da solução mágica, onde ao menor esforço, se obtêm aquilo que normalmente demonstra-se difícil.

Este é o ponto crucial. Num pais como o Brasil, onde a grande maioria da população possui baixa renda, adquirir uma casa requer um enorme esforço. São necessários anos de muito trabalho, economias e sacrifícios para alcançar este objetivo. Pessoas que costumam desistir com facilidade dos seus projetos, dificilmente obterão sucesso neste grande desafio. É aí que o lobo em pele de cordeiro lança seu veneno. Aproveitando-se das dificuldades e fraquezas das pessoas, cria este tipo de campanha que promete, ao custo de uma doação em dinheiro, que Deus irá realizar o sonho da casa própria.

A palavra mais suave que eu encontro para classificar esta atitude é charlatanismo. A meu ver o pior de tudo não é o golpe em si, mas a imagem de Deus que está formada nas consciências das pessoas. Um homem vai em frente às câmeras de televisão, fala em nome de Deus as maiores barbaridades, e multidões acolhem o discurso. Algo está muito errado.

O interessante dessas campanhas é que elas sempre envolvem dinheiro. O “Deus” deles só se move por money! Se não jorrar as verdinhas na conta do pastor, nada feito.

Este tipo de coisa só prospera porque as pessoas tem a sua fé infantilizada. Eu tenho até dificuldade de chamar esta crença de fé, porque para mim está mais para superstição. A pessoa faz com Deus o que o jogador faz com uma loteria, isto é, aposta um pouco de dinheiro para ganhar mais lá na frente. Sempre existe um prêmio a conquistar. A diferença é que dar à “Deus” paga as dívidas que pesam na consciência. Já um jogo de loteria é visto como dar ao Diabo. Certa vez ouvi um pastor dizer: “Se alguém dizima o dinheiro da loteria, eu não aceito”. Hipocrisia pouca é bobagem!

A relação dos crentes com o dinheiro é completamente torta, fruto do ensino perverso nas igrejas ao longo dos anos. Trabalho, estudo, esforço, currículo nunca são levados em consideração para conseguir um bom emprego. Os pastores conseguiram convencer as pessoas que dizimar e ofertar é suficiente para chover rios de dinheiro do céu. Eu não sei em que mundo este povo vive.

Observe que não precisa muito para enganar. Para conquistar a casa própria, o crente não deveria depositar o dinheiro num envelope qualquer, mas no “Envelope especial”. Puro marketing. Fico imaginando as pessoas refletindo: “Ah, o envelope especial!”. Se botar o din-din num que não seja especial, é capaz de Deus não dar a casa própria. Estas coisas por mais irrelevantes que pareçam tem força sobre as emoções das pessoas.

A minha oração a Deus é que abra os olhos dos ingênuos e os faça colocar a esperança nas coisas que realmente tem valor. É obvio que seria maravilhoso se todos tivessem a sua casa própria e vivessem com todo conforto possível. Mas se alguém quer estas coisas, que não faça de Deus uma banca de jogo do bicho, depositando seu suado dinheiro nas contas destes charlatões.

Apostasia Dissimulada

Como os Falsos Mestres se Introduzem Furtivamente na Igreja

Você pode não reconhecer, necessariamente, um falso mestre pela sua aparência. Afinal de contas, todo líder religioso falso é “religioso” por definição. Ter uma aparência de santo é uma parte do “perfil de emprego” dele. Jesus se referiu aos promotores de religião falsa como lobos e pele de ovelhas (Mateus 7.15) e “sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas ... cheios de ossos de mortos e de toda imundícia” (Mateus 23.27). Em outras palavras, a religião deles é uma tentativa de camuflagem sagaz.

Assim como os fariseus que Jesus qualificou com essas palavras, muitos dos falsos mestres são hábeis em fingir piedade. A máscara deles pode ser bastante convincente. Eles mantêm uma máscara de encanto e de inocência, cuidadosamente lustrada – e, pelo menos, a aparência de algum tipo de “espiritualidade”. Eles aparecem habitualmente com sorrisos permanentes, palavras cordiais, personalidades agradáveis e vocabulário cheio de palavras bíblicas e espirituais. (...)

Em geral, eles fazem um bom trabalho de imitar o fruto do Espírito Santo. Disfarçam-se como ministros de justiça (2Coríntios 11.14-15). Parecem bem sinceros. Eles se mostram, falam e parecem inofensivos. Sabem empregar linguagem que soa espiritual. Conseguem até citar a Escritura com certo grau de habilidade. Conhecem suficiente bem a verdade, a fim de usá-la para atingir seus próprios propósitos – e, às vezes, se protegem atrás de uma verdade, enquanto atacam outra verdade. Sabem exatamente como conquistar a confiança e aceitação do povo de Deus. (...)

Parece que o inimigo semeia seu joio aonde quer que o evangelho vá. O Novo Testamento indica que falsos mestres surgiram bem cedo, de quase todos os lugares alcançados pela igreja primitiva. Não esqueça que todos os escritos do Novo Testamento abordam, em um ou outro momento, a questão do falso ensino dentro da igreja. (...) Ele (Cristo em Apocalipse 2.2, 6, 9) repreende aqueles que parecem não ter consciência do problema – ou aqueles que (pior ainda) toleram deliberadamente os hereges em suas congregações (Apocalipse 2.14-16, 20). (...)

A maneira de Paulo lidar com os judaizantes é a única maneira correta de responder aos falsos mestres que corrompem ou comprometem elementos essenciais do evangelho. Devem ser desmascarados e revelados como eles realmente são; e suas doutrinas, refutadas com a proclamação clara da verdade proveniente das Escrituras. Foi exatamente isso que Judas pediu (verso 3), quando nos ordenou a batalharmos diligentemente pela fé. (...)

Os hereges continuam a surgir de dentro da própria igreja e a exigir reconhecimento e tolerância da parte dos cristãos, enquanto se esforçam muito para subverter os próprios alicerces da fé verdadeira. Estão até repetindo todas as mesmas mentiras (condenadas no passado). É necessário que seus ensinos sejam confrontados e claramente refutados com a clara verdade da Palavra de Deus. O apóstolo Paulo disse algo semelhante, mas em linguagem mais enfática: “É preciso fazê-los calar” (Tito 1.11). (...)

A queixa deles (crentes descompromissados e ou hereges) se tornou um refrão familiar: “por que você não pega mais leve? Por que não diminui a campanha para refutar as doutrinas com as quais você não concorda? Por que você critica constantemente aquilo que os outros cristãos estão ensinando? Afinal de contas, todos cremos no mesmo Jesus”.

Mas as Escrituras nos advertem, com clareza e reiteradas vezes, que nem todos aqueles que declaram crer em Jesus realmente crêem. O próprio Jesus disse que muitos alegariam conhecê-Lo, sem realmente conhecê-Lo (Mateus 7.22-23). Satanás e seus ministros sempre se disfarçam de ministros de justiça (2Coríntios 11.15). Não ignoramos as armações ardis de Satanás (2Coríntios 2.11). Afinal, essa tem sido a estratégia dele, desde o início.

Avó reza para que Barack Obama se converta ao islamismo

A avó queniana do presidente Barack Obama, Sarah Obama, que acaba de terminar sua peregrinação a Meca, disse ter rezado para que seu neto se converta ao islamismo. A declaração foi feita durante uma entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal saudita Al Watan. Obama é cristão, mas pesquisas mostraram que muitos americanos acreditam que ele seja muçulmano.

“Orei para que meu neto Barack se converta ao Islã”, declarou Sarah, de 88 anos. Segundo o diário, ela fez a peregrinação acompanhada do filho, Said Hussein Obama, tio do presidente americano, e de quatro netos.

Sarah destacou, no entanto, que só falaria sobre sua peregrinação a Meca e se negou a comentar a política do neto ilustre.

A família foi convidada a fazer a viagem pelo governo saudita. Said Husein agradeceu ao rei Abdullah por “sua hospitalidade”, de acordo com o Al Watan.

Origem - Sarah Obama é a terceira esposa do avô de Barack Obama. Embora não exista nenhum vínculo biológico, o presidente a considera sua avó paterna.

De acordo com uma pesquisa de opinião publicada em agosto, uma em cada cinco pessoas nos Estados Unidos acha que o presidente é muçulmano, apesar das reiteradas afirmações da Casa Branca de que o presidente é cristão.

Filme - As Listras da Zebra (Portas Abertas)




Assista este documentário chamado: As listas da zebra. Eu já ouvi falar, mas não fazia idéia de como é forte, desafiador e emocionante. É baseado numa história real, e gostaria de deixar pra vocês o trailler, pra quem não assistiu, vai a indicação, vale a pena!

Para termos essa bênção chamada Bíblia em nossas mãos, muito sangue foi derramado.
Temos que valorizar mais este privilégio , de ter a Bíblia, e a liberdade de culto (por enquanto).
Temos que pregar e pregar, somente com a pregação do evangelho podemos ver vidas transformadas, é nosso dever, cumprir o "ide". Não podemos mais nos acomodar em nossas vaidades e egoísmos.

Que o Senhor nos dê força e coragem, e tenha misericórdia de nós!

Os caça-fantasma gospel são uma galera da pesada. ...


Os caça-fantasma gospel são uma galera da pesada. Tenho medo deles. Sério! A criatividade dessa genteé "absoluta". Não bastasse os espetáculos da Igreja Universal do Reino de Deus, que promove suas sessõesde descarrego onde são exorcisados os demônios da doença, do desemprego, da miséria (menos o da avareza... lógico!), agora tem gente fazendo o desencapetamento suíno!

O golpe é o seguinte: O cara (de cedro!) leva um porco no caixote para dentro da igreja e lá ordena a todos os Exus, Marias padilhas e Zés pilintras que saiam do corpo da vítima e entrem no PORCO! E o maluco profeteiro ainda dá a base bíblica, dizendo que a prática é endossada pelo evangelho de Marcos (Mc 5.11-12).

É, meu amigo. Os tempos são difíceis! Muito fácil usar o coitado do porco como amuleto, mas o fato é que a passagem do evangelho de Marcos representa um acontecimento isolado... É um evento único nas Escrituras. Jesus livrou muitas pessoas de espiritos opressores, e nunca precisou de um porco para fazê-lo. Mesmo em Marcos 5.11-12, fica claro que quem desejou entrar nos porcos foram os demônios.

O maluco-beleza ainda se apresenta como a maior autoridade em exorcismos! Haja paciência! Pela cara e trejeitos, essa figura deve ser dissidente da IURD.

Tenho pena do povo, que vai com fé a este circo de horrores, em busca de conforto para sua alma aflita. Aliás, é por isso que eu não paro de denunciar esses sacripantas, mercenarios da fé... exploradores, macumbeiros-gospel, discípulos modernos de Geazi, amantes do vil metal! Homens reprovados, vasos de ira reservados para a perdição eterna!  Veja o Vídeo:



 Que Deus tenha misericórdia dessa gente.

Quem vence? A arca da aliança(Edir Macedo), ou o Baú da felicidade(Silvio Santos)

Com o escândalo recente do Banco Panamericano, ficou, mas uma vez evidente o cansaço e declínio administrativo do apresentador e empresário Silvio Santos. Desde o ano de 2000, que o SBT vem perdendo audiência, enquanto a Record (Emissora do bispo Edir Macedo) tem assumido definitivamente a posição de segunda emissora mais assistida em todo território brasileiro.

Num primeiro olhar com relação a este fenômeno de declino e ascensão de emissoras televisivas no Brasil, parece ser apenas circunstâncias de mercado, ou administrativas, mas a verdade dos bastidores é que o baú da felicidade (empresa administrada por Silvio Santos), não conseguiu em longo prazo vencer a Arca da aliança (mecanismo religioso de arrecadação de fieis) do bispo Edir Macedo.

Enquanto o Baú da felicidade dava garantias de diversos produtos domésticos, para todos os clientes fiéis a mensalidade do carnê, a arca da aliança da Igreja da prosperidade, garante que através da fé e do sacrifício (ofertas extravagantes) o fiel (não do carnê, mas das correntes), terão direito ao milagre, benção e prosperidade material.

Como ninguém vence a fé (característica de todo ser humano - mesmo quando equivocada e ludibriada), com o tempo os adeptos da arca da aliança se tornaram desproporcionalmente maiores do que os clientes do baú.

Mas, talvez esteja perguntando - o que tem haver o baú e a arca com o SBT e a Record? O que tem haver são os modus operandis. A diferença é grotesca, porque, enquanto algumas empresas do grupo Silvio Santos (SBT, Panamericano e outras), quando precisam de crédito, recorrem a bancos e entidades financeiras, a Record e empresas associadas recorrem ao crédito da arca da aliança, sempre disponível através dos depositados realizados sistematicamente pelos fiéis do templo da prosperidade.

Então, como competir de maneira justa com um império que agrega os três principais pilares do poder – fé, política e mídia? Só Deus pode abater algo assim. De modo que, caso Deus não abata esse império, a minha previsão é que os dias da Rede Globo de Televisão, também estão contados, porque ela também não resistirá o poder financeiro existente dentro da arca da aliança.

O meu lamento é observar que no antigo testamento a arca da aliança representava a glória Divina no meio do povo, enquanto que hoje, para a igreja da prosperidade significa a glória humana no meio do povo. Sim, glória humana porque o alvo não é exaltar a glória de Deus, mas antes, os próprios interesses narcisistas, consumistas, materialistas e egoístas disfarçados de sagrados e abençoados.

Não sei como Deus vai julgar tudo isso, mas sendo Ele o Justo Juiz, breve todos nós teremos que comparecer diante Dele para prestar contas. Mas a duvida que não quer calar é - Será que esse povo acredita mesmo em Deus, o Justo Juiz? Tenho minhas dúvidas

Você já ungiu seu celular?

Você tem muitos cobradores no seu pé e não aguenta mais eles ligando pra você dia e noite?

Você fica desesperado ao ouvir a voz do gerente do seu banco te dando aquela telefonadinha diária?

Você troca o chip do seu celular, mas mesmo assim os cobradores te acham?

Seus problemas acabaram!!!!

Vá até a Igreja Universal mais próxima e passe um "olhinho" no seu celular, e...alakazam!!     (Veja o vídeo)






Eu ouvi direito? Depois de ungir o celular, ele não vai tocar mais para cobranças, só vai tocar para boas notícias?

Edir Macedo investe em campanhas pró aborto



O vídeo acima é uma pequena amostra do que o Edir Macedo dono da Igreja Universal, pretende fazer com as riquezas que são levadas ao seu altar. Que o Senhor tenha misericórdia das almas que tem sacrificado seus recursos em seus templos e que são agora co-responsáveis, diante de Deus, pela vida de cada bebê que for dado a moloque por influência das campanhas que estão no ar e ainda das que serão feitas com o seu dinheiro e sua cumplicidade.

Está se criando no Brasil uma classe incriticável: Os homossexuais!

É bom que se diga que está se criando no Brasil uma classe incriticável. Ora, bolas! A que ponto chegamos! Agora não se pode dizer nada contra a prática homossexual que é logo homofobia? Cada dia que passa mais difícil vai ficando de conviver num mundo falsamente tolerante. Os homossexuais se querem uma classe privilegiada?

CRIEMOS, DESDE JÁ, UM MOVIMENTO "BRASIL CONTRA A HETEROFOBIA".

Aceitar o homossexual é dever de todos; mas repudiar a prática da homossexualidade é um direito da consciência. A Igreja Cristã, que adota e crê na Escritura como Palavra de Deus e sendo coluna e baluarte da verdade, não tem motivo para concordar com a prática homossexual e tem, sim, à luz da Constituição, da Liberdade de Expressão (nunca ofensiva!) e Liberdade Religiosa, posicionar-se contra qualquer comportamento contrários a sua Fé. Sendo assim, se os Gays têm direito a ficar irritadinhos com a Universidade, os Cristãos TEM DIREITOS DE MANIFESTAREM-SE CONTRA A IRRITAÇÃO dos Gays!! Por enquanto, não há DIREITOS SÓ Para um lado - os Gays. Porca miséria!

Preparem-se, Cristãos. A guerra está só começando!

Os viciados em moralismo

Você já se deu conta que a maioria absoluta dos crentes são falsos moralistas? Todo mundo condena tudo, ou proíbe tudo, desde ouvir uma música da Legião Urbana até comer em restaurante japonês. Isso, passando pelo caminho que não esbarre com gays, prostitutas, gente que não professa a mesma religião que a nossa. Não sabemos lidar com o diferente, então nossa saída é impor o moralismo como capa de santidade.

O moralismo não converte ninguém, no máximo troca a roupa do camarada e prende ele num mar de regras. Sobre isso Mark Driscoll diz o seguinte: "A verdade é que estamos mais preocupados com a nossa imagem do que em imitar a Jesus na questão do amor aos perdidos." Sejamos imitadores de Cristo e não juízes do próximo.

Reverendo norte-americano aconselha líderes casados a excluírem seus perfis no Facebook

Um pastor de Nova Jersey está aconselhando aos líderes casados das igrejas que devem excluir seus perfis do Facebook ou então renunciar.

O reverendo Cedric Miller disse que muitos dos seus recentes aconselhamentos conjugais sobre a infidelidade são decorrentes do site de rede social.

O líder do Living Word Christian Fellowship Church, em Neptune, diz que o Facebook está reacendendo velhas paixões. Seu plano foi primeiramente relatado pelo Asbury Park Press.

Miller já havia pedido aos casais, entre os seus 1.100 membros da congregação, para compartilhar suas senhas Facebook uns com os outros. Ele diz que a reação a este pedido foi mista.

Ele disse no domingo que ele também “sugere” que todos os paroquianos casado desistam do Facebook completamente.

Facebook recusa anúncio de filme homossexual

SÃO PAULO – A rede social Facebook rejeitou a publicidade do filme “And Then Came Lola”, das diretoras Ellen Seidle e Megan Siler, que retrata relacionamentos amorosos entre mulheres. Segundo Ellen Seidle, que também escreveu e co-produziu o longa-metragem baseado no clássico “Corra Lola, Corra”, o site não aceitou o anúncio com uma imagem de três mulheres se acariciando, pois considerou “irrelevante ou inadequada”.

O comunicado enviado aos responsáveis pelo filme condiz com as seções 3 e 8 do Guia de Publicidade do Facebook, que descreve que “imagens que são demasiadamente explícitas, provocadoras, ou que mostram a pele de maneira excessiva não são permitidos. “Seidle alega, porém, que há muitos anúncios de casais heterossexuais ainda mais picantes dentro das páginas do site de relacionamento.

O Facebook pede que ,se o anunciante quiser fazer a divulgação comercial, deve apresentar uma outra imagem, que seja mais adequada às orientações publicitárias da rede.

Quem brinca com fogo...

Não sei se eu fui o único a notar (sei que não fui!), mas o povo evangélico tem certo fascínio por fogo!

Aliás, tem alguns pastores que se não fossem pastores seriam ótimos acendedores de fogueiras, churrasqueiros, etc. Saca aquele homem tocha do quarteto fantástico? A igreja ta se transformando num bando de homens tochas de Jesus. É tanto fogo que nem chamando todos os bombeiros do Brasil dava pra apagar tanta labareda. Mas não é o fogo que caiu em Pentecostes lá no livro de atos, é um fogo estranho.

Outro dia fui numa igreja que pastor gritava com toda força! Manda fogo Senhor! Manda Fogo sobre nós! E os irmãos ao redor clamavam de forma fervorosa! Enquanto isso...

E eu escorregava pelo banco e orava baixinho:

- Deus eu não tenho nada a ver com isso! Ele que está pedindo! Eu nem queria vir neste culto. Foi um amigo que me convidou e fiquei sem graça de dizer que não...

Esse povo está louco! Pode internar! Vocês já imaginaram se o Deus todo Poderoso, o mesmo que criou o mundo e todo o resto, resolve responder a oração deles?

Tá pensando que Ele ia acender um fósforo? A gente está falando de Deus! Sabe Deus?! O Criador! O Todo Poderoso!

Com certeza a manchete dos jornais na manhã seguinte seria: “Igreja é atingida por bolas de fogo incandescentes e todo o povo é carbonizado não sobrando nem os dentes!”

Seria trágico! Uma catástrofe! Ia até passar na retrospectiva no final do ano. Aquele especial que mostra todas as desgraças que acontecem nos 365 dias do ano só pra gente se sentir mal e repensar a vida pro próximo ano.

Mas a Misericórdia de Deus dura para sempre e essa é a razão de você poder ler este texto neste momento. Eu estou vivo! Deus não queimou a gente!

Quando acabou o culto eu saí de lá correndo!

Esse papo todo trouxe a minha memória minha saudosa vó que poderia ensinar muito bem ao povo “gospel” um ditado antigo: “Quem brinca com fogo faz xixi na cama!”

Sendo assim, vamos investir no ramo de fraldas pra vender nas congregações?

É lucro certo!

A mais nova invencionice gospel: O culto do caixão

Há pouco fiquei sabendo que uma rádio evangélica anunciou que um grupo de neopentecostais tinha inventado uma nova modalidade porfética: " O culto do caixão. " Segundo esta funesta prática, o "irmão" que por algum motivo foi ofendido por alguém, coloca numa caixa os nomes dos inimigos e leva para a igreja orando a DEUS por vingança.

Pois é, tal doutrina, parte pelo pressuposto que o cristão em nome de Deus tem o poder de amaldiçoar outras pessoas através da oração positiva e determinante. Em outras palavras, tal ensinamento afirma categoricamente que aqueles que agem desta maneira, podem rogar ao Senhor da glória o aparecimento de desgraças e frustrações na vida de seus desafetos, determinando assim a desventura alheia.

Em nome de Deus, tais pessoas rogam “pragas e desgraças” para aqueles que em algum momento da vida se contraporam a seus sonhos e vontade. É nesta perspectiva, que tem emergido em nossas comunidades o toma-la-dá-cá evangélico. Basta o chefe no trabalho ser um pouco mais chato pra se orar contra ele, ou até mesmo alguém discordar da forma do pastor conduzir o rebanho, que lá vem maldição.

Em certas igrejas a palavra “rebeldia” tem sido usada para todo aquele que foge dos caprichos fúteis de uma liderança enfatuada. Em tais comunidades, discordar do apóstolo ou profeta quase que implica com que o nome seja colocado na “boca gospel do sapo”.

Ahhhhhhhhhhhhhh! Só de imaginar situações como estas chego a suspirar profundamente! Confesso que tal procedimento me deixa absolutamente estupefato!

À luz disso, não tenho a menor dúvida em afirmar que comportamentos como estes não ficam a dever em nada aos trabalhos de macumba e vodu que são feitos nas esquinas e encruzilhadas deste Brasil varonil. Infelizmente parte da igreja evangélica mergulha em alta velocidade no buraco da sincretização, deixando para trás valores, virtudes e princípios onde a afetividade e o amor deveriam ser marcas indeléveis de uma comunidade que conhece a Cristo.

Que Deus tenha misericórdia de seu povo!

Tiririca 'leu e escreveu' em audiência, diz presidente do TRE-SP

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, desembargador Walter de Almeida Guilherme, disse na tarde desta quinta-feira (11) que o deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca, "leu e escreveu" durante audiência realizada para apurar a veracidade de sua declaração de escolaridade.

A sessão foi retomada à tarde para que sejam ouvidas as testemunhas de acusação e de defesa. Tiririca não quis se submeter à coleta de material para perícia, mas o desembargador entende que a realização do teste acabou superando a necessidade de nova análise de sua grafia. "Este teste acabou dando o resultado que daria a própria perícia", disse o desembargador.

O presidente do TRE não quis comentar o desempenho de Tiririca, deputado federal mais votado do Brasil, com 1,3 milhão de votos.

"Não conheço o processo e seria leviano dizer. É o juiz (responsável pelo caso) que vai dizer isso", afirmou o desembargador. "Foi ditado e ele escreveu. Se escreveu mal ou bem, não vou dizer, não sei. Na hora de ler, ele leu. Se bem ou mal, é o juiz que vai avaliar", afirmou.

Durante o teste, Tiririca teve de ler o título e o subtítulo de duas páginas de um jornal paulistano. Os textos são da edição desta quinta: uma reportagem sobre o filme que homenageia Ayrton Senna e outra sobre a ação do Procon sobre estabelecimento que vendia produto vencido.

Ele também foi submetido a um ditado, extraído do livro “Justiça Eleitoral – Uma Retrospectiva”. O deputado eleito teve de reproduzir o seguinte trecho: “A promulgação do Código Eleitoral, em fevereiro de 1932, trazendo como grandes novidades a criação da Justiça Eleitoral”.

"Ele veio de manhã para fazer eventualmente uma perícia. Ele se recusou a fazer a perícia como permite a lei no sentido fazer dado de auto-incriminação. Mas o juiz na sua prerrogativa pediu a ele que se submetesse a um teste. Então o juiz fez um ditado, aleatoriamente, que caiu na página 51. Ele escreveu aquilo que foi dito. Depois o juiz perguntou se ele se submeteria a um teste de leitura e ele leu, título e subtítulo", afirmou Guilherme.

Tiririca chegou por volta das 9h à sede do TRE, na Bela Vista, região central de São Paulo. Ele estava acompanhado por seguranças, que estavam em outro veículo. Antes de entrar no elevador, fez um breve aceno aos repórteres que o aguardavam em frente ao edifício.

Segundo o presidente do TRE, é possível que a Justiça Eleitoral decida ainda nesta quinta a ação penal. “É possível que ele [o juiz da 1ª Zona Eleitoral, Aloisio Sérgio Rezende Silveira] decida hoje”, disse o desembargador ao chegar ao tribunal.

Ação penal

Segundo o TRE, a resolução nº 23.221 dispõe que "a ausência do comprovante de escolaridade poderá ser suprida por declaração de próprio punho, podendo a exigência de alfabetização do candidato ser aferida por outros meios, desde que individual e reservadamente".

A denúncia, oferecida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), foi recebida em 4 de outubro com base no artigo 350 do Código Eleitoral, que prevê pena de até cinco anos de reclusão e o pagamento de multa por declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita para fins eleitorais em documento público.

MATEI UM HOMEM

Matei um homem e não fui algemado. Matei um homem e não fui interrogado. Matei um homem e os policiais não vieram atrás de mim. Matei um homem e continuo livre.

Esse homem morreu há mais de dois mil anos, e o seu sangue era (é) inocente. Ele foi flagelado, humilhado, escarnecido por homens vis e pecadores. Sua inocência e desprendimento em amar subverteram os sórdidos planos de um mísero demônio que sonhou ser igual a Ele.

Matei um homem e não sinto remorso. Estranho! Imaginá-lo ensanguentado e indefeso ante o ódio dos seus adversários me causa pavor, e me retrai as minhas entranhas insignificantes, revelando o quão pobre eu era antes de sua morte.

Imaginá-lo morto e sepultado eternamente, aí sim me causaria muito remorso. O pai do homem que eu matei não me desejou mal, não me levou à justiça dos homens e não me culpou por assassinato. Aliás, a morte do seu Filho provocou a minha reconciliação. A justificação se deu pela morte do seu único e amado Filho.

Hoje, entendo porque não fui algemado após a sua morte. A explicação é bem simples: antes de sua morte eu já estava algemado, acorrentado e sujeito ao interrogatório do mísero demônio que sonhava com minha transferência para o seu time. Antes de sua morte pensava estar livre, mas estava condenado à morte.

O homem que matei carregou sobre os ombros os meus pecados. Ele morreu em meu lugar. Morte de cruz! Graças a Ele posso dar saltos de alegria porque estou livre da condenação e do juízo vindouro. Ele venceu a sepultura, os prognósticos pessimistas, aleluia! Eu vou para o céu, e você?

Deus lhe abençoe

Augustus Nicodemus chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie publica manifesto contra PLC 122

A Universidade Presbiteriana Mackenzie publicou ontem em seu site um artigo em que o líder religioso da instituição se posiciona contra a aprovação do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 122/2006, que propõe a criminalização da homofobia. No texto, retirado do ar minutos depois, o chanceler Augustus Nicodemus Gomes Lopes diz que “ensinar e pregar contra a prática do homossexualismo não é homofobia” e que “tal lei interfere diretamente na liberdade e na missão das igrejas de todas orientações de falarem, pregarem e ensinarem sobre a conduta e o comportamento ético de todos, inclusive dos homossexuais”.

A chancelaria representa a entidade mantenedora – Instituto Presbiteriano Mackenzie – junto à universidade em questões de natureza acadêmica e confessional. Doutor em Hermenêutica e Estudos Bíblicos pelo Seminário Teológico de Westminster, na Filadélfia, Estados Unidos, Gomes Lopes é pastor auxiliar da Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista.

O manifesto se propõe a “servir de orientação à comunidade acadêmica” usando como base o Salmo 1, que, “juntamente com outras passagens da Bíblia, mostra que a ética da tradição judaico-cristã distingue entre comportamentos aceitáveis e não aceitáveis para o cristão”.

Em nota, a universidade diz que o pronunciamento sobre o PLC 122 foi escrito em 2007 e é da Igreja Presbiteriana do Brasil, Associada Vitalícia do Mackenzie. “O Mackenzie se posiciona contra qualquer tipo de violência e descriminação (sic) feitas ao ser humano, como também se posiciona contra qualquer tentativa de se tolher a liberdade de consciência e de expressão garantidas pela Constituição”, afirma o texto do comunicado à imprensa.

Leia a íntegra da carta do chanceler do Mackenzie:

“Manifesto Presbiteriano sobre a Lei da Homofobia

Leitura: Salmo

O Salmo 1, juntamente com outras passagens da Bíblia, mostra que a ética da tradição judaico-cristã distingue entre comportamentos aceitáveis e não aceitáveis para o cristão. A nossa cultura está mais e mais permeada pelo relativismo moral e cada vez mais distante de referenciais que mostram o certo e o errado. Todavia, os cristãos se guiam pelos referenciais morais da Bíblia e não pelas mudanças de valores que ocorrem em todas as culturas.

Uma das questões que tem chamado a atenção do povo brasileiro é o projeto de lei em tramitação na Câmara que pretende tornar crime manifestações contrárias à homossexualidade. A Igreja Presbiteriana do Brasil, a Associada Vitalícia do Mackenzie, pronunciou-se recentemente sobre esse assunto. O pronunciamento afirma por um lado o respeito devido a todas as pessoas, independentemente de suas escolhas sexuais; por outro, afirma o direito da livre expressão, garantido pela Constituição, direito esse que será tolhido caso a chamada lei da homofobia seja aprovada.

A Universidade Presbiteriana Mackenzie, sendo de natureza confessional, cristã e reformada, guia-se em sua ética pelos valores presbiterianos. O manifesto presbiteriano sobre a homofobia, reproduzido abaixo, serve de orientação à comunidade acadêmica, quanto ao que pensa a Associada Vitalícia sobre esse assunto:

“Quanto à chamada LEI DA HOMOFOBIA, que parte do princípio que toda manifestação contrária ao homossexualismo é homofóbica, e que caracteriza como crime todas essas manifestações, a Igreja Presbiteriana do Brasil repudia a caracterização da expressão do ensino bíblico sobre o homossexualismo como sendo homofobia, ao mesmo tempo em que repudia qualquer forma de violência contra o ser humano criado à imagem de Deus, o que inclui homossexuais e quaisquer outros cidadãos.

Visto que: (1) a promulgação da nossa Carta Magna em 1988 já previa direitos e garantias individuais para todos os cidadãos brasileiros; (2) as medidas legais que surgiram visando beneficiar homossexuais, como o reconhecimento da sua união estável, a adoção por homossexuais, o direito patrimonial e a previsão de benefícios por parte do INSS foram tomadas buscando resolver casos concretos sem, contudo, observar o interesse público, o bem comum e a legislação pátria vigente; (3) a liberdade religiosa assegura a todo cidadão brasileiro a exposição de sua fé sem a interferência do Estado, sendo a este vedada a interferência nas formas de culto, na subvenção de quaisquer cultos e ainda na própria opção pela inexistência de fé e culto; (4) a liberdade de expressão, como direito individual e coletivo, corrobora com a mãe das liberdades, a liberdade de consciência, mantendo o Estado eqüidistante das manifestações cúlticas em todas as culturas e expressões religiosas do nosso País; (5) as Escrituras Sagradas, sobre as quais a Igreja Presbiteriana do Brasil firma suas crenças e práticas, ensinam que Deus criou a humanidade com uma diferenciação sexual (homem e mulher) e com propósitos heterossexuais específicos que envolvem o casamento, a unidade sexual e a procriação; e que Jesus Cristo ratificou esse entendimento ao dizer, “desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher” (Marcos 10.6); e que os apóstolos de Cristo entendiam que a prática homossexual era pecaminosa e contrária aos planos originais de Deus (Romanos 1.24-27; 1Coríntios 6:9-11).

A Igreja Presbiteriana do Brasil MANIFESTA-SE contra a aprovação da chamada lei da homofobia, por entender que ensinar e pregar contra a prática do homossexualismo não é homofobia, por entender que uma lei dessa natureza maximiza direitos a um determinado grupo de cidadãos, ao mesmo tempo em que minimiza, atrofia e falece direitos e princípios já determinados principalmente pela Carta Magna e pela Declaração Universal de Direitos Humanos; e por entender que tal lei interfere diretamente na liberdade e na missão das igrejas de todas orientações de falarem, pregarem e ensinarem sobre a conduta e o comportamento ético de todos, inclusive dos homossexuais.

Portanto, a Igreja Presbiteriana do Brasil reafirma seu direito de expressar-se, em público e em privado, sobre todo e qualquer comportamento humano, no cumprimento de sua missão de anunciar o Evangelho, conclamando a todos ao arrependimento e à fé em Jesus Cristo”.

Rev. Dr. Augustus Nicodemus Gomes Lopes
Chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie

SBT confirma que negocia venda de horário para evangélicos

O escândalo financeiro de cerca de R$ 2,5 bilhões que envolve o Grupo Silvio Santos fez com que o SBT abrisse negociação para venda de horário para igrejas evangélicas. Três igrejas fizeram ofertas nas últimas 48 horas para comprar fatias ou mesmo toda a madrugada do SBT. São elas: o Ministério Silas Malafaia, a Igreja Internacional da Graça e a Igreja Universal.

Por meio de sua assessoria, a emissora confirmou negociações, recusou-se a dizer nomes, mas disse que “não são novas as ofertas de igrejas que querem comprar horas da madrugada”. O SBT acrescentou que, “até o momento, nenhuma proposta interessou”.

Depois de se reunir com o pastor Malafaia, o SBT teria recebido uma nova proposta da Internacional, de R.R.Soares, no valor de R$ 10 milhões mensais (cinco horas diárias, de segunda a domingo). Ninguém confirma.

No primeiro trimestre do ano passado, Soares já havia oferecido R$ 5 milhões por três horas, mas o SBT recusou. Soares é cunhado de Edir Macedo, que também sinalizou ontem ao Grupo SS que estará sempre disposto a comprar horários do SBT.

Pela legislação, como igreja, a Universal tem direito a comprar horário em outras emissoras –o que já faz (Gazeta, Rede TV!).

A assessoria do SBT não quis comentar as negociações e nem os valores citados acima.

Se Silvio Santos vender espaço da grade a uma igreja, seja por curto ou longo prazo, talvez melhore ou até mesmo salve as catastróficas contas do Grupo SS. Só que, nesse caso, o SBT deixará de ser a única TV aberta sem qualquer programação religiosa. O SBT é o único canal laico hoje, já que até a Globo tem a “Santa Missa” católica aos domingos.

A eventual locação da madrugada também pesará porque é o único período em que o SBT disputa ou chega ao 1º lugar no ibope com frequência. Ontem, por exemplo, entre 5h e 6h, o SBT foi líder isolado em São Paulo, com 3,7 pontos –à frente de Globo (2,9) e Record (1,7). Abrir mão disso seria acabar com um dos últimos “orgulhos” do SBT.

Por outro lado, entre 0h e 4h a audiência do SBT é fraca. O canal quase nunca sai do 3º lugar e às vezes até cai para o 4º. Seus seriados hoje perdem da programação religiosa da Record (especialmente do “Fala que eu Te Escuto”). Portanto, vender essa faixa horária (0h e 4h) não significaria grande prejuízo –do ponto de vista do ibope.

Líderes não são maiores do que a graça de Deus

Ah, se todos nós, que somos considerados líderes, tirássemos as nossas máscaras e vivêssemos o discipulado em sua forma simples e bíblica. Ah, se abríssemos mão de certos caprichos, vaidades, presunção, arrogância, orgulho, farisaísmo, ostentação e viéssemos para a planície. Quanto ganhariamos! E a igreja também! Não generalizo, mas uso a linguagem da inclusão ao pensar que muitos de nós estamos de fato incorrendo nessa gravíssima falha. Sei que o desenvolvimento pessoal é parte do nosso crescimento. Mas considerar tudo o que conquistamos como esterco (tem lá o seu valor) é um dos princípios da vida cristã.

O que está em cena, aqui, não são as nossas conquistas em si mesmas, mas o pedestal, a glória humana, a fantasia, a hipocrisia, o aplauso e a consequente perda de referenciais. Achar que somos tudo, quando, na verdade, nada somos. Ou passar uma falsa humildade, que, no fundo, pretende que as pessoas olhem para nós e digam: "vocês são mesmo os tais!" Esse é o cerne. Quantas vezes pregamos e, ao final, nos sentimos frustrados, quando as pessoas não nos procuram para "elogiar" a nossa pregação! Quantas vezes chegamos de propósito atrasados ao culto para que a assistência nos olhe com admiração e, se não pode falar alto, pelo menos pense ou cochiche: "Está chegando o pregador!" Esse é o ponto.

Infelizmente, trazemos para a nossa realidade da fé um pouco (ou muito?) da herança católica que faz o povo olhar para os seus líderes como infalíveis. Estes, por sua vez, vestimos a farda com muita facilidade. A partir disso, passamos a ser os reis da cocada preta (sem racismo, por favor. Pode ser branca também!). Até na forma de andar, gesticular ou fazer alguns trejeitos, expomos a aura da infalibilidade que tanto massageia o nosso ego. Não conseguimos ser simples, e, se tentamos aparentar simplicidade, fazemos de maneira tão afetada que logo transparece a prepotência. Como neste conhecido bordão: "Fulano é tão humilde que tem orgulho da sua humildade".

Só que a casa cai. Não há arrogância que dure para sempre. De tempos em tempos, para a nossa tristeza (e também aprendizado), surge uma nova notícia, dando conta do fracasso de um líder, que muitos o tinham como o grande referencial e o tratavam, não com o respeito que todos merecem, mas com idolatrada veneração. Podemos chegar a este ponto, quando perdemos os nossos limites. Quando achamos que não temos de prestar contas a ninguém. Quando nos colocamos no pedestal acima dos "simples mortais". Quando não nos reconhecemos como o principal dos pecadores, à semelhança de Paulo. Quando deixamos de olhar as "nossas justiças como trapos da imundícia". Quando achamos que somos maiores do que a graça de Deus. Quando o pecado torna-se apenas um detalhe que não nos importa em nosso dia a dia. Quando, por confiar em nossa autossuficiência, não buscamos ajuda em nossos momentos de fragilidade.

Creio que Deus permite a exposição de alguns dentre nós, trazendo à tona todos os apetrechos escondidos no seu coração, para que o povo perca essa visão "divinizada" da liderança, e nós, que somos tidos em tal condição, possamos humildemente dizer como João Batista: "É necessário que ele cresça e que eu diminua", ou como Paulo: "Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?" Ao contemplarmos tais situações, por outro lado, nossa atitude deveria ser a de vestir-nos de sacos e assentar sobre as cinzas para chorar os nossos pecados pessoais e coletivos, orar pela restauração de quem está sendo tratado pelo Senhor e, com inteireza de coração, nos expormos aos braços amoráveis do Pai para deixar de ser sustentados pelas nossas próprias pernas.

Líderes são necessários na igreja desde os primeiros dias do Cristianismo. Atos dos Apóstolos descreve a sua existência. As epístolas tratam de forma clara o assunto. Mas não formam casta especial. Privilegiada. Com alguns galões que possam distingui-los dos demais crentes em sua relação com Deus. Não são pequenos deuses para ser glorificados pelos homens. São modelos, inclusive na fraqueza, para que possam pelo exemplo mostrar aos que lideram, no mesmo nível, que só pela graça - unicamente e apenas pela graça - sem qualquer outro privilégio, podem superar as falhas e buscar a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. E aí todos saberão que ninguém é melhor do que ninguém ou ocupa lugar especial à direita ou a esquerda do trono de Deus.

Somos humanos, fracos, faliveis, necessitados, dependentes, incapazes em nós mesmos, para os quais o Senhor, que enfrentou todas as nossas fraquezas em sua humanidade.

"Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia".

Caio Fábio acusa Manoel Ferreira de ser maçôn e mandar matar gente

Bispo Manoel Ferreira, líder da Assembleia de Deus Ministério Madureira tem se envolvido em várias polêmicas nos últimos dias. Nesta última eleição, o deputado Manoel Ferreira foi coordenador de campanha para evangélicos de Dilma Rousseff.

Entre os assuntos envolvendo o bispo, destaca-se a denúncia de Julio Severo sobre a prisão do pastor Enoque Lima, que segundo informações foi a mando de Manoel Ferreira. Pastor Enoque, que já foi liberado da prisão produzia vídeos para denunciar a suposta ligação de Manoel Ferreira com Rev. Moon líder da Igreja da Unificação.

Agora o pastor Caio Fábio conhecido por não ter papas na língua, em seu programa “Papo de Graça” faz duras criticas a Manoel Ferreira, afirmando entre outras coisas que Manoel Ferreira é membro da maçonaria e que manda “matar gente”.

“Se quiser me encarar, eu estou te convidando há anos” esbraveja Caio Fábio contra bispo.

Confira o vídeo na íntegra:

Igreja Universal promove evento “Pede!”

Mais de 250 mil pessoas de 30 países, onde a Igreja Universal realiza o trabalho evangelístico e social, estarão unidas em uma jornada de 40 dias de oração e ação. O evento chamado “Pede!” terminará no Dia de Ação de Graças, Thanksgiving Day, tradicionalmente comemorado na última semana do mês de novembro nos Estados Unidos e no Canadá. A intenção desta jornada é provocar mudanças radicais na vida dos participantes por meio do entendimento de como saber pedir e ter seus sonhos realizados. Os Estados Unidos, Namíbia, Botsuana, Canadá, Nova Zelândia, França e Austrália são alguns dos países que participam da jornada.

Nas reuniões, são lembradas quatro razões por que uma pessoa não realiza seus sonhos: nunca pediu verdadeiramente; pediu de maneira errada; pediu para a pessoa errada e desistiu de pedir.

Três pontos são destacados neste evento: foco, plano e ação. Os bispos e pastores orientam que as escolhas não devem ser muitas, pois quanto melhor o foco melhor o resultado.

Outra orientação é traçar um plano para conquistar e trabalhar em direção ao objetivo, pensando também no tempo que terá que gastar, nas coisas que terá que abrir mão e manter-se motivada até o final do propósito.

Ação para a conquista é destacado no evento, baseando-se na importância do efeito acumulativo. Isto é, para se obter bons resultados deve-se agir regularmente e não esporadicamente.

Porém, o poder de pedir é a principal direção que será dada nestes 40 dias, pois saber pedir é a ferramenta para o sucesso. “Pedi, e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.”

Essas palavras do Senhor Jesus, em João 16.24, implicam que muitas pessoas vivem uma vida incompleta porque não pedem aquilo que querem. E neste evento os participantes tiveram a oportunidade de refletirem se realmente têm sido felizes tendo seus sonhos realizados em áreas fundamentais da vida: sentimental, financeiro, saúde e família.

Caros amigos, mais uma nova ideologia do TER que percorre nações. Quando será que as pessoas cairão em si e procuraram antes de tudo SER uma nova criatura, SER transformada pelo carater de Deus, SER mudada, SER a diferença em suas familias  pois carregam dentro de si a certeza de que SÃO importantes para Deus. e poderão SER o que Deus sonhou que FOSSEM.

Pastores ou gerentes de lojas

Os pastores se transformaram em um grupo de gerentes de lojas, sendo que os estabelecimentos comerciais que dirigem são as igrejas. As preocupações são as mesmas dos gerentes: como manter os clientes felizes, como atraí-los para que não vão às lojas concorrentes que ficam na mesma rua, como embalar os produtos de forma que os consumidores gastem mais dinheiro com eles.

Alguns pastores são ótimos gerentes, atraindo muitos consumi­dores, levantando grandes somas em dinheiro e desenvolvendo uma excelente reputação. Ainda assim, o que fazem é gerenciar uma loja. Religiosa mas, de toda forma, uma loja. Esses empreendedores têm sua mente ocupada por estratégias semelhantes às de franquias de fast-food e, quando dormem, sonham com o sucesso que atrai a atenção da mídia.

Será que ainda existem sete mil que não dobraram os joelhos perante Baal? Haverá um número suficiente para sermos identificados como uma minoria? Acredito que sim. De vez em quando, conseguimos identificar-nos um com o outro, e algumas minorias já conseguiram grandes realizações. E deve haver alguns gerentes de loja que estão descobrindo que o ensopado pelo qual trocaram seu direito de primogenitura é sem sabor e estão, com tristeza, trabalhando pela restauração de seu chamado. Será essa tristeza uma brasa, com força suficiente para se tornar uma labareda de repúdio à deserção que havia acontecido? Voltará a Palavra de Deus a ser como fogo na boca deles? Poderá a minha indignação ser como um fole que sopra esse carvão?

“Não consegue dar o dízimo? então me dê seus dados bancários” prega pastor americano

O pastor Ed Young Junior é filho de Ed Young Senior, o principal líder da Segunda Igreja Batista de Houston, no Texas, uma das cinco maiores igrejas dos EUA. Embora Junior pastoreie a Fellowship Church, em Grapevine, Texas, os dois estão ligados à Convenção Batista do Sul, talvez a mais conservadora das denominações americanas.

Recentemente, Junior envolveu-se em grandes controvérsias por causa de sua teologia fora do “padrão” batista. Ele tem dado grande ênfase à teologia da prosperidade, o que acabou dividindo sua congregação. Nos dois vídeos abaixo ele trata da questão do dízimo em um culto realizado em 10/10/10, que “profeticamente” enfatizam os 10 por cento. Algumas frases chamam a atenção:

- Todo mundo pegue um desses envelopes azuis e levante-os. Temos câmeras escondidas filmando e vamos postar o vídeo na internet. Aí, quem não estiver com um deles na mão ficará envergonhado.

- Você quer ser um lider espiritual? Então precisa ser dizimista. Caso contrário, estará perdendo seu tempo e desperdiçando o tempo de Deus.

- Isso é importante [...] O que eu faria se descobrisse que 80% de vocês estão fumando crack? Falaria sobre os perigos das drogas. Eu os alertaria. O que eu faria se descobrisse que 80% de vocês são ladrões? Falaria sobre dinheiro, sobre dedicação, sobre dízimo. Pois bem, em nossa igreja 80% Fellowship estão roubando a Deus, pois apenas 20% são dizimistas. É tudo a mesma coisa.

- Você quer ser dizimista mas diz que não consegue? Bem, o dízimo deve vir primeiro, então me dê os dados da sua conta bancária.

Ou seja, se Deus quer dez por cento de toda a renda, é necessário saber quanto de fato as pessoas recebem e quando receberam, assim seria possível conferir se o dízimo está correto. Ele então pede para os membros darem todos os dados necessários para que a igreja faça a verificação na conta deles e possa sacar automaticamente o valor do dízimo.

Isso fica bem claro quando aparece no telão uma folha de cheque e os dados da conta que deveriam ser fornecidos estão destacados. Ou seja, a igreja entra na conta e faz o débito automático para garantir que o membro não cometa nenhum erro nesse sentido. O pedido é feito para os que estão presentes no culto no Texas e para os que assistem por vídeo conferência na igreja afiliada em Miami.

Em um dos momentos mais embaraçosos, ele resume bem seu ensino. “Sem dinheiro, não adianta vir ao culto, fazer missões, orar, você está perdendo seu tempo. Deus está dizendo: Mostre-me seu dinheiro”. Tudo se resume no dinheiro. Claro, depois disso vem as promessas de prosperidade e de bênçãos sem medida na vida de quem contribui.

No entanto, Ed Young se “esquece” de explicar qual a origem de todas as acusações sobre o mau uso de verbas, desvio de dinheiro e sonegação de impostos. Desde 2007 ele possui um jatinho Falcon, avaliado em 8.4 milhões de dólares, uma casa de 1.5 milhão de dólares no Texas e um apartamento em condomínio de luxo na Flórida além de um salário de um milhão de dólares anuais da igreja. Além disso, tem vários empreendimentos que comercializam seus sermões, livros, DVDs em livrarias, além de sites na internet que também vendem material, como o CreativePastors.com

Ole Anthony, da Fundação Trinity, que investiga ministérios acusados de mau uso de finanças e acompanha as denúncias contra Ed Young há três anos, declarou: “Esse jovem caiu na mesma armadilha de muitos outros televangelistas. Agora ele se entregou apenas à ganância em nome de Deus. Eles estão santificando a ganância, e isso é maligno”.

Como se vê, não são apenas os apóstolos e televangelistas tupiniquins que curtem um jatinho particular e usam programas de TV para santificar a ganância.

Veja o vídeo: http://vimeo.com/16359090

Malafaia fracassa ao tentar lançar TV em 150 países


No começo de abril, o pastor Silas Malafaia, então ligado à Assembleia de Deus, lançou em parceria com outro pastor norte-americano, Mike Murdock, um plano para arrecadar R$ 1 bilhão. O dinheiro seria empregado em evangelização em todo o mundo e manutenção de programas de TV em pelo menos 140 países. Malafaia batizou o plano de "Clube de 1 milhão de Almas". Cada fiel que aceitasse colaborar teria de doar R$ 1 mil.

Por causa do plano, o pastor recebeu severas críticas de setores não só da Assembleia de Deus, mas também de outras linhas evangélicas. Por causa das críticas, o pastor teria se afastado da AB.

Quatro meses depois de lançado o plano, ele resulta em fracasso numérico e financeiro. Até esta terça-feira, 3 de agosto, nem mesmo 5.000 pessoas aderiram ao programa, embora o pastor esteja fazendo propaganda ostensiva em horários que adquire na TV e no rádio.

Se prosseguir na atual toada, o pastor levará 330 anos para completar o milhão de almas. O acordo que ele disse ter fechado para exibir programas em outros países seria válido apenas para este ano.

O "sócio" de Malafaia na empreitada, Murdock, é pregador conhecido como ferrenho defensor da teologia da prosperidade --aquela que, grosso modo, prega que o fiel cristão pode obter ganhos financeiros e materiais única e exclusivamente através de sua fé, e que essa fé deve ser demonstrada com uma espécie de generosidade para com a igreja com que ele, fiel, frequenta.

Ao doar parte do que tem, o fiel teria uma contrapartida divina garantida, já que "Deus é fiel" (em seu acordo com os humanos).

É o mesmo discurso da Igreja Universal e da Renascer em Cristo, que lançam constantemente "desafios" para seus fiéis, que, quase sempre, resultam na doação de dinheiro para esta ou aquela "causa" da igreja. A IURD, no momento atual, está pedindo e recebendo doações para construir uma réplica do templo de Salomão; a Renascer, para reconstruir sua sede.

“Irmã” Dilma Rousseff prega para evangélicos

Em época de eleição, vale tudo. Vale se fazer de diabo nos lugares infernais — o que é moleza para muitos. E vale se fazer de anjo nas igrejas — o que é muito difícil para os políticos infernais, mas nada que uma boa maquiagem e encenação teatral não ajudem. De olho nos 34 milhões de votos evangélicos, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, esteve numa grande igreja Assembleia de Deus e firmou compromisso de não propor temas como o aborto e a união homossexual, considerados polêmicos pelos evangélicos, se chegar à presidência. Bem, ela chegou!

Lula fez a mesmíssima promessa em 2002. E agora?

Uma multidão de 2.000 homens, mulheres e crianças de denominações como a Assembleia de Deus, Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, Igreja Universal do Reino de Deus e de outras 13 igrejas evangélicas se reuniram, em Brasília, para encontro promovido pelo Bispo Manoel Ferreira, Bispo Robson Rodovalho e Senador Marcelo Crivella.

Pastores regionais da Assembleia de Deus da Madureira fizeram presença no encontro, movidos pela truculência denominacional de Ferreira, que cuspiria fogo e enxofre se eles faltassem.

Com exceção dos pastores e bispos, que conheciam de antemão a finalidade do evento, o público evangélico foi levado, de Bíblia na mão, de ônibus fretado grátis, de diversas regiões ao redor de Brasília, sem saber exatamente o que era o encontro. De acordo com testemunho pessoal , eles achavam que ouviriam um grande pregador.

Entretanto, em vez de pregador, eles acabaram ouvindo a “pregação” da Dilma, que estava com o deputado Benedito Domingos (PP), citado do escândalo do mensalão do Distrito Federal. O evento ocorreu no principal templo da Assembleia de Deus de Brasília, na Asa Sul, no sábado passado.

Ali, Bispo Manoel Ferreira e Bispo Robson Rodovalho anunciaram oficialmente seu apoio a Dilma, porque ela se comprometeu a recuar em alguns pontos do PNDH-3.

O público estava desconfiado e apático, mas Ferreira assegurou que Dilma era digna do voto evangélico, alegando que ela havia sido uma das responsáveis pela mudança em 2003 no artigo do Código Civil que colocava em risco as igrejas.

Contudo, a memória de Ferreira parece andar fraca. Em 2003 Dilma era apenas a ministra de Minas e Energia e não tinha nada a ver com o Código Civil. Quem fez a mudança foi a Bancada Evangélica.

No evento realizado no templo da Assembleia de Deus, Dilma citou o capítulo da Bíblia que trata do milagre da multiplicação dos pães. Ela disse que quer fazer pelo Brasil a mesma coisa que Jesus Cristo fez. “Quero uma sociedade em que o princípio da distribuição e multiplicação seja base no sentido mais profundo. Eu sou a favor da vida”, pregou ela.

Mesmo sendo a favor do aborto e do homossexualismo, ela se considera a favor da vida e da família. Como se isso não fosse absurdo suficiente, Lula declarou recentemente( http://veja.abril.com.br/blog/eleicoes/veja-acompanha-dilma-rousseff/lula-compara-dilma-a-jesus-cristo/)  que Dilma é igual a Jesus Cristo. Tomando literalmente essas palavras elogiosas de Lula, no evento assembleiano Dilma também citou João 10:10, que diz que Jesus Cristo veio para que todos tenham vida e vida em abundância.

Como agora ela é igual a Jesus, se ganhar para presidente ela espera imitar o Mestre e “dar vida e vida em abundância”? Para alguém que fazia parte de um grupo terrorista comunista que matava, roubava e torturava, Dilma pensa que abundância de propaganda enganosa joga para debaixo do tapete seu passado sombrio e criminoso.

Ela terminou sua pregação citando Salomão. Depois disse “Paz seja convosco”, acenou, sorriu e saiu.



Agora que Manoel Ferreira, Robson Rodovalho e Marcelo Crivella deram aprovação, vocês já podem convidar a “irmã” Dilma para pregar em suas igrejas. Não a recebam como pastora, bispa, apóstola ou presidente. De acordo com Lula, ela é igual a Jesus Cristo. Por isso, diante dela agora prostram-se tantos pastores, bispos e apóstolosevangélicos.

Um país de tiriricas?

Escrevendo na Folha de S. Paulo, Gilberto Dimenstein diz em seu artigo Chamem o Tiririca: 

Passamos toda a campanha ouvindo os candidatos prometerem baixar os impostos. As urnas fecharam e imediatamente, vemos os governantes — PT e PSDB — falarem na volta do imposto do cheque para financiar a saúde. Se é para fazer palhaçada, melhor chamar o Tiririca.
Estamos assistindo a arrecadação crescer a cada ano. Assim como estamos vendo os gastos governamentais crescerem, inchando a folha de pagamento. Só para tapar o buraco da aposentadoria dos funcionários públicos, que ganham muito mais do que a média do cidadão comum, são cerca de R$ 40 bilhões por ano — coincidentemente, o tamanho da CPMF. E quase quatro vezes a Bolsa Família.

O governo tem muito mais facilidade em tirar dinheiro do nosso bolso do que racionalizar seus gastos e combater desperdícios. Agora mesmo está em andamento, no Congresso, projeto para subir os salários do Judiciário, que teriam impacto de R$ 8 bilhões. Depois, viria, por uma questão de isonomia, o Ministério Público Mais R$ 8 bilhões.

Um dos males de baixa escolaridade brasileira é que o cidadão não faz ideia quanto paga de imposto nem como o dinheiro é gasto. Estamos pagando cada vez mais para bancar a elite do Brasil, composta de funcionários públicos.   O resto do artigo está na Folha de S. Paulo

Gilberto Dimenstein conduziu bem o artigo, mas finalizou jogando a culpa na baixa escolaridade dos brasileiros. Ora, convenhamos: O governo que tira dinheiro sem parar do povo é o mesmo governo que dá a educação pública, que comprovadamente é de baixa qualidade, pois seu único sucesso é dar às crianças e jovens do Brasil elevada “escolaridade” no marxismo e na educação sexual pornográfica. Essa elevada “escolaridade” marxista adestra a população a aceitar uma carga exorbitante de impostos, com a desgastada desculpa de que “é para o bem deles”.

O fato é que quando o governo parar de cobrar impostos estratosféricos, os cidadãos terão mais de seu próprio dinheiro para investir na sua própria educação e saúde, nas suas famílias e na educação e saúde de seus filhos, além de poderem fazer caridade para quem precisa. É exatamente isso o que mais assusta os governantes gananciosos: menos impostos significa mais dinheiro para os próprios cidadãos e muito menos dinheiro de onde roubar.

A corrupção é endêmica e incurável em todos os governos que cobram impostos demais, de modo que os políticos corruptos abominam a redução de impostos.

Tiradentes se revoltou contra uma carga de impostos de 20%, e hoje essa carga está o dobro. Se Tiradentes ressuscitasse hoje, ele precisaria ter o dobro da revolta que tinha ou pedir para ser enforcado de novo, a fim de evitar viver sob a opressão tributária em que vive passivamente o moderno povo brasileiro.

O ideal seria o governo cobrar 10% em impostos e investi-los prioritariamente na segurança da população. Mas é claro que os corruptos nunca vão tolerar essa taxa, que deixa muitíssimo pouca margem para rapinagem. Eles preferem continuar aumentando os impostos, com a desculpa de sempre: dar melhor saúde e educação. E os patos não se cansam de cair na mesma armadilha…

Nessa história toda, quem ri são os corruptos ao verem que em vez de uma nação de Tiradentes dispostos a lutar contra 40% de impostos tirânicos, o Brasil hoje é uma nação de tiriricas que aceitam qualquer desculpa para essa rapinagem mediante impostos.

Os politicos, o culto e o circo dos horrores

Época de eleição é sempre meio circense, mas em 2010 todos os recordes foram batidos, a começar pelo palhaço Tiririca eleito com tantos votos. Interessante foi ver os bastidores dessas eleições, eu diria lamentável, pois uma grande parte dos evangélicos entrou no circo.

Bem, sabemos que culto e circo é coisa meio comum, e que a política do pão e circo existe há anos, mas daí juntar tudo e fazer uma salada mista? Misericórdia!

Foi um Deus nos acuda, púlpito virou palanque, obreiro virou cabo eleitoral, até Deus entrou na eleição. Foi tanta bagunça no primeiro turno, uma expectativa em cima da candidata do PV que para alguns parecia ser uma espécie de messias que viria para salvar o povo brasileiro. Os profeteiros de plantão disseram tantas asneiras, instigaram os incautos a aumentar os defeitos dos outros dois principais candidatos, valia de tudo para difamá-los nos e-mails, orkut e blogs.

Em meio a tantas paspalhices e profetadas políticas, damos destaque ao revelamento da "profetiza" Valnice Milhomens:

"O Pai falou-me que é possível a sua serva Marina ser eleita ainda este ano, mas depende de duas coisas: MUITO TRABALHO NA MOBILIZAÇÃO E NO JEJUM E ORAÇÃO".

Imagina só: Deus deu a revelação pela metade, foi? Já pensou se dissesse para Abraão: “Se der, se tu te esforçares, te dou um filho”? Parece piada, não? Mas muitos caíram nessa (coitados!) e até boca de urna fizeram.

É pouco? O paipóstolo aproveitou sua ida a Israel e fez muitos atos proféticos em prol da candidata, além de muita grana dada nas ofertas para divulgar as revelações. Todas, à principio, apontavam para a vitória da candidata do PV.
Estes senhores esqueceram que não devemos confiar em homens, que temos que ser como os bereianos, e que em meio a tudo isso existe algo chamado Soberania de Deus.

Não é nada não, Marina foi muito bem colocada, mas ficou em terceiro lugar, e sabe qual foi a desculpa do paipóstolo? "Deus a usou para trazer o 2° turno". Faz-me rir!

A corrida continuou e a baixaria também. Foi cobra engolindo cobra, e nosso querido Malafaia mudou de opinião ainda no 1° turno, causando muita confusão, primeiro com o Caio Fábio, e depois com o "ilustríssimo" Edir Macedo. Porque estão brigando? Quem sabe. O que eu sei mesmo é que muitas máscaras caíram, e só não viu quem é cego.

Um defendeu Dilma, o outro defendeu Serra, e ambos - que eram demônios no 1° turno, se converteram em ótimos políticos, anjos de candura, arrependidos de defender o aborto. Aliás, a eleiçao se transformou em um samba de uma nota só: Aborto!

A quem querem enganar? Esta mais do que claro quem estes pastores são e o que querem ganhar. De outro modo, qual seria o real interesse em apoiar estes dois candidatos, outrora tão esculachados por eles mesmos? E sobrou para nós, eleitores, que tivemos que aturar este circo dos horrores.

E foi assim que, justo no dia 31 de outubro, em pleno Halloween, que o povo brasileiro elegeu com 56% dos votos a bruxa do PT, deixando o vampiro tucano de molho até as próximas eleiçoes.

Calem a boca, nordestinos!

A eleição de Dilma Rousseff  trouxe à tona, entre muitas outras coisas, o que há de pior no Brasil em relação aos preconceitos. Sejam eles religiosos, partidários, regionais, foram lançados à luz de maneira violenta, sádica e contraditória.

A cada dia me envergonho mais do povo que se diz evangélico (do qual faço parte) e dos pilantras profissionais de púlpito, como Silas Malafaia, Renê Terra Nova e outros, que se venderam de forma absurda aos seus candidatos. E que fique bem claro: não os cito por terem apoiado o Serra... outros pastores se venderam vergonhosamente para apoiarem a candidata petista. A luta pelo poder ainda é a maior no meio do baixo-evangelicismo brasileiro.

Fiquei pasmo com celeuma causada na internet, que extrapolou a rede mundial de computadores, pelas declarações da paulista, estudante de Direito, Mayara Petruso, alavancada por uma declaração no twitter: "Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!".

Infelizmente, Mayara não foi a única. Vários outros “brasileiros” também passaram a agredir os nordestinos, revoltados com o resultado final das eleições, que elegeu a primeira mulher presidente do nosso país.

E fiquei a pensar nas verdades ditas por estes jovens, tão emocionados em suas declarações contra os nordestinos. Eles têm razão!

Os nordestinos devem ficar quietos! Cale a boca, povo do Nordeste!

Que coisas boas vocês têm pra oferecer ao resto do país?

Ou vocês pensam que são os bons só porque deram à literatura brasileira nomes como o do alagoano Graciliano Ramos, dos paraibanos José Lins do Rego e Ariano Suassuna, dos pernambucanos João Cabral de Melo Neto e Manuel Bandeira, ou então dos cearenses José de Alencar e a maravilhosa Rachel de Queiroz?

Só porque o Maranhão nos deu Gonçalves Dias, Aluisio Azevedo, Arthur Azevedo, Ferreira Gullar, José Louzeiro e Josué Montello, e o Ceará nos presenteou com José de Alencar e Patativa do Assaré e a Bahia em seus encantos nos deu como herança Jorge Amado, vocês pensam que podem tudo?

Isso sem falar no humor brasileiro, de quem sugamos de vocês os talentos do genial Chico Anysio, do eterno trapalhão Renato Aragão, de Tom Cavalcante e até mesmo do palhaço Tiririca, que foi eleito o deputado federal mais votado pelos... pasmem... PAULISTAS!!!

E já que está na moda o cinema brasileiro, ainda poderia falar de atores como os cearenses José Wilker, Luiza Tomé, Milton Moraes e Emiliano Queiróz, o inesquecível Dirceu Borboleta, ou ainda do paraibano José Dumont ou de Marco Nanini, pernambucano.

Ah! E ainda os baianos Lázaro Ramos e Wagner Moura, que será eternizado pelo “carioca” Capitão Nascimento, de Tropa de Elite, 1 e 2.

Música? Não, vocês nordestinos não poderiam ter coisa boa a nos oferecer, povo analfabeto e sem cultura...

Ou pensam que teremos que aceitar vocês por causa da aterradora simplicidade e majestade de Luiz Gonzaga, o rei do baião? Ou das lindas canções de Nando Cordel e dos seus conterrâneos pernambucanos Alceu Valença, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Lenine? Isso sem falar nos paraibanos Zé e Elba Ramalho e do cearense Fagner...

E não poderia deixar de lembrar também da genial família Caymmi e suas melofias doces e baianas a embalar dias e noites repletas de poesia...

Ah! Nordestinos...

Além de tudo isso, vocês ainda resistiram à escravatura? E foi daí que nasceu o mais famoso quilombo, símbolo da resistência dos negros á força opressora do branco que sabe o que é melhor para o nosso país? Por que vocês foram nos dar Zumbi dos Palmares? Só para marcar mais um ponto na sofrida e linda história do seu povo?

Um conselho, pobres nordestinos. Vocês deveriam aprender conosco, povo civilizado do sul e sudeste do Brasil. Nós, sim, temos coisas boas a lhes ensinar.

Por que não aprendem conosco os batidões do funk carioca? Deveriam aprender e ver as suas meninas dançarem até o chão, sendo carinhosamente chamadas de “cachorras”. Além disso, deveriam aprender também muito da poesia estética e musical de Tati Quebra-Barraco, Latino e Kelly Key. Sim, porque melhor que a asa branca bater asas e voar, é ter festa no apê e rolar bundalelê!

Por que não aprendem do pagode gostoso de Netinho de Paula? E ainda poderiam levar suas meninas para “um dia de princesa” (se não apanharem no caminho)! Ou então o rock melódico e poético de Supla! Vocês adorariam!!!

Mas se não quiserem, podemos pedir ao pessoal aqui do lado, do Mato Grosso do Sul, que lhes exporte o sertanejo universitário... coisa da melhor qualidade!

Ah! E sem falar numa coisa que vocês tem que aprender conosco, povo civilizado, branco e intelectualizado: explorar bem o trabalho infantil! Vocês não sabem, mas na verdade não está em jogo se é ou não trabalho infantil (isso pouco vale pra justiça), o que importa mesmo é o QUANTO esse trabalho infantil vai render. Ou vocês não perceberam ainda que suas crianças não podem trabalhar nas plantações, nas roças, etc. porque isso as afasta da escola e é um trabalho horroroso e sujo, mas na verdade, é porque ganha pouco. Bom mesmo é a menina deixar de estudar pra ser modelo e sustentar os pais, ou ser atriz mirim ou cantora e ter a sua vida totalmente modificada, mesmo que não tenha estrutura psicológica pra isso... mas o que importa mesmo é que vão encher o bolso e nunca precisarão de Bolsa-família, daí, é fácil criticar quem precisa!

Minha mensagem então é essa: - Calem a boca, nordestinos!

Calem a boca, porque vocês não precisam se rebaixar e tentar responder a tantos absurdos de gente que não entende o que é, mesmo sendo abandonado por tantos anos pelo próprio país, vocês tirarem tanta beleza e poesia das mãos calejadas e das peles ressecadas de sol a sol.

Calem a boca, e deixem quem não tem nada pra dizer jogar suas palavras ao vento. Não deixem que isso os tire de sua posição majestosa na construção desse povo maravilhoso, de tantas cores, sotaques, religiões e gentes.

Calem a boca, porque a história desse país responderá por si mesma a importância e a contribuição que vocês nos legaram, seja na literatura, na música, nas artes cênicas ou em quaisquer situações em que a força do seu povo falou mais alto e fez valer a máxima do escritor: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte!”

Que o Deus de todos os povos, raças, tribos e nações, os abençoe, queridos irmãos nordestinos!

Polêmico Julio Severo critica mal testemunho de Marina Silva e Magno Malta

Júlio Severo não é um homem de meias palavras. Articulista e autor do livro o Movimento Homossexual, da Editora Betâia, o blogueiro é crítico, às vezes bem ácido. Ele se diz vítima de perseguição por parte do Ministério Público sob a acusação de “homofobia” e com medo deixou o país junto com sua família. Depois de um tempo em silêncio sem fazer análises atuais da política brasileira, usou seu blog para criticar o testemunho de Magno Malta e Marina Silva.

Severo diz que se decepcionou com Malta em 2003 quando viu sua posição política à favor do governo Lula.  O blogueiro não poupou nem Marina Silva que, para ele, vive em cima do muro em questões polêmicas..

Leia o texto de Julio Severo na íntegra :

O site do Senador Magno Malta anuncia: “Dilma e Magno Malta em defesa da vida. Em Brasília candidata petista se coloca contra o aborto”.

A linha oficial do PT é pró-aborto. O Dep. Henrique Afonso, que é pastor e contra o aborto, foi expulso do partido. Dilma nunca será expulsa, pois no PT mentir é uma virtude. Daí, em época de eleição o petista, “miraculosamente”, fala o que católicos e evangélicos querem ouvir. Depois da eleição, o petista, como todo bom socialista, volta ao vermelho, aos chifres, tridente, etc.

A primeira vez que me decepcionei com Malta foi em 2003, quando o ouvi pregar elogiando Lula durante uma hora inteira. Como é que alguém que se considera de Cristo consegue conviver tão bem com a mentira?

Na pregação, Malta disse que Lula é um homem que chora. Só Lula? Depois de ver o governo dele promovendo o aborto, o homossexualismo, educação pornográfica nas escolas e fazendo amizade com Fidel Castro, Hugo Chavez e outros inimigos de Israel, eu também estou chorando!

Se choro é motivo de pregação, Malta deveria pregar sobre o motivo por que, enquanto a liderança evangélica corrupta está se regozijando com os benefícios e privilégios que ganhou durante o governo Lula, Jesus Cristo está chorando com tudo o que Lula e seus aliados fizeram durante 8 anos.

Outro motivo de choro é Marina Silva. Ela, que vive em cima do muro em questões como aborto e homossexualismo, finalmente saiu de cima do muro… para, de acordo com notícia do Portal Terra, defender o asilo político concedido pelo governo Lula ao assassino italiano Cesare Battisti, que é antigo membro do grupo de extrema esquerda italiano Proletários Armados pelo Comunismo (PAC) e foi condenado pela participação em quatro assassinatos durante a década de 1970, na Itália.

Qualquer pessoa moralmente sã — independente de sua religiosidade — consegue ver o absurdo de se apoiar um assassino comunista. Há milhões de evangélicos e católicos perseguidos na Coréia do Norte e outros países comunistas necessitando de asilo no Brasil. Por que Marina não sai de cima do muro para condenar o governo comunista assassino da Coréia do Norte e defender asilo aos cristãos dali? Por que?.

Embora ela fale no nome de Cristo, quem governa seus valores de forma decisiva é o DNA do PT e da Teologia da Libertação. Se o aborto e o homossexualismo fossem avidamente combatidos pela Teologia da Libertação, Marina desceria de seu muro ensebado para dizer alto e bom som: “Aborto é crime! Não aceito plebiscito para discutir o direito fundamental à vida. Vida não se discute; se defende!” Ou: “Sodomia é perversão! Ponto final!” Ficar em cima do muro nessas questões? Nem pensar!

Já Magno Malta tem o DNA do oportunismo político. Dizer que Dilma Rousseff é contra o aborto é a mesma coisa que dizer que o diabo ama Jesus Cristo!

“Pastores” homossexuais e Emanuel de Albertin da canção “Adão e Ivo” debatem no programa do Ratinho

Com a participação dos Reverendos Márcio Retamero (RJ) e Cristiano Valério, da Igreja da Comunidade Metropolitana (SP) e do criador da música ” Adão e Ivo“, Emanuel Albertin, a pauta do programa é a letra de Adão e Ivo, considerada homofóbica. Na ocasião, os pastores (que são homossexuais assumidos) debateram com Emanuel de Albertin, o cantor (evangélico e heterossexual) que é processado pelo casal de pastores (gays) Marcos Gladstone e Fabio Inácio, da Igreja Cristã Contemporânea.

A música considerada homofóbica pelos reverendos tem a seguinte letra:

“Quando o senhor criou o céu e a terra ele tambem criou o reino animal, de toda especie que existe nesse mundo para que fosse fecundo o senhor o casal, somente o homem era quem vivia sozinho sem amor e sem carinho sendo formado do pó, mas o senhor resolveu mudar o tom, dizendo assim não é bom que o homem viva só.
Do próprio homem ele tirou uma costela fez uma mulher tao bela e foi uma maravilha e ordenou Crescei e multiplicai e o homem tornou-se pai houve a primeira familia, mas o diabo o inimigo de Deus pra desfazer os planos seus, querendo manchar seu nome, desde o dia da cidade de sodoma, resolveu mudar a soma, casando homem com homem.

A cada dia Multiplica a Iniquidade sinceramente isso me deixa pensativo se Deus tivesse Feito Homem Pra casar Com outro Não seria Adão e Eva, tinha Feito Adão E Ivo.”

Confira na íntegra;

Nos EUA juízes são destituídos de cargos por legalizarem casamento homossexual

Eleitores conservadores e grupos familiares conseguiram garantir uma vitória terça-feira, com a remoção de três juízes da Suprema Corte do Estado de Iowa que legalizaram o casamento gay.

A Chefe de justiça Marsha Ternus e os juízes David Baker e Michael Streit de Iowa foram colocados em votação e precisavam de mais votos “sim” do que votos “não” para permanecerem. A maioria dos eleitores de Iowa escolheu destituí-los da Magistratura Judicial.

A decisão foi tomada depois de meses de convenções e mobilizações de grupos, como Iowa Para a liberdade, o Iowa Family Policy Center, e a Organização Nacional pelo Casamento (NOM) – todos eles estavam descontentes com o voto do tribunal em abril de 2009 para derrubar a Defesa do Ato do Casamento. A Lei de 1998 define o casamento como uma união entre um homem e uma mulher.

Comemorando a vitória, o presidente NOM, Brian Brown declarou: “Em primeiro lugar, queríamos derrotar os juízes em Iowa que usurparam a vontade do povo e instituíram o casamento gay neste estado. Os três juízes foram esmagadoramente rejeitados, enviando uma mensagem poderosa a qualquer juiz que pensa que pode impor o casamento gay por decreto judicial contra a vontade do povo.”

A NOM foi a maior contribuidora para o esforço em derrotar os juízes do tribunal de Iowa, gastando cerca de US $ 600.000 para a campanha. Ela juntou-se aos outros grupos conservadores no ônibus “Judge Bus,” que fez escalas em 45 dos 99 condados de Iowa na semana passada, pedindo aos eleitores a substituição dos “juízes ativistas.”

“Apoio às Famílias de Iowa, Não aos Juízes Ativistas,” se juntaram.

Desde a decisão por 7 a 0 em abril do ano passado, várias famílias têm argumentado que a Suprema Corte de Iowa tinha excedido sua autoridade judicial, derrubando as leis do casamento.

“O tribunal legislou a partir da magistratura… eles governaram a partir da magistratura… e, eles até tentaram alterar a nossa constituição a partir da magistratura, já que declarou Iowa um estado para casamento “do mesmo sexo,” disse o Iowa Para a Liberdade. “Este não é o papel deles. O Poder Legislativo faz a lei. O Governador executa a lei. “E, somente ‘nós, o povo’ podemos alterar a nossa Constituição.“

“Se a Suprema Corte de Iowa vai fazer isso com o casamento, cada uma de nossas liberdades, incluindo os direitos de porte de arma e propriedade privada, correm o risco de serem usurpadas por juízes ativistas que são funcionários não eleitos.”

Os grupos têm tentado pressionar por um plebiscito sobre a questão do casamento.

Uma pesquisa divulgada pelo Des Moines Register em setembro do ano passado mostrou que os eleitores de Iowa estavam quase igualmente divididos em relação ao casamento do mesmo sexo. Quarenta e um por cento disseram que votariam em uma proibição ao casamento gay, enquanto 40 por cento disseram que iriam continuar a favor do casamento gay. Ao mesmo tempo, 35 por cento dos habitantes de Iowa disseram que se opunham fortemente a casais de gays e lésbicas se casarem e apenas 18 por cento disseram que apoiam firmemente.

Os três juízes depostos divulgaram um comunicado quarta-feira, agradecendo aos simpatizantes que trabalharam “incansavelmente” para “defender o sistema judiciário de Iowa contra um ataque sem precedentes financiado por grupos de interesses particulares de fora do estado.

“O sistema de Iowa de seleção por mérito ajuda a garantir que os nossos juízes baseiem suas decisões sobre a lei e a Constituição e nada mais. No entanto, a preservação dos nossos tribunais justos e imparciais exigirá mais do que a integridade e a coragem de juízes individuais. Exigirá o apoio fervoroso e firme do povo.”

Embora a retirada dos juízes não afete a decisão do casamento do mesmo sexo feita pelo tribunal estadual, os defensores do casamento tradicional dizem que a votação de terça-feira envia uma mensagem clara aos juízes em todo o país.